Copa do Mundo: França é bicampeã em jogo histórico

Allez les Bleus. A França é a dona da bola no mundo do futebol em 2018. A ótima seleção da França venceu a Croácia em um jogo histórico que fizeram da final da Copa do Mundo de 2018 na Rússia, um jogo antológico.

Emoção, gol contra, pênalti marcado com o uso do VAR (Arbitro de Vídeo), belos gols, muita correria, falha do goleiro francês e ótima posse de bola do excelente time azul, deu à seleção de Didier Deschamps o Bi-Campeonato mundial de futebol de seleções, ao vencer a boa seleção da Croácia por 4×2, tornando Didier Deschamps o terceiro esportista do mundo, ao lado de Zagallo e Beckenbauer, a ser campeão como jogador e técnico.

Parabéns à França!

Cobertura Léo Vilhenna


Os franceses voltam ao topo do mundo. Em um decisão com gol contra e uso do VAR inéditos em finais de Copa do Mundo, além de invasão de gramado por um grupo radical russo, a França derrotou a Croácia por 4 a 2, neste domingo, no Estádio Olímpico Lujniki, em Moscou, e conquistou o título mundial de futebol pela segunda vez na história. Mandzukic (contra), Griezmann, Pogba e Mbappé fizeram os gols da equipe azul, enquanto Perisic e Madzukic, este se aproveitando de uma falha bizarra do goleiro e capitão Lloris, descontaram para a Croácia.

A festa de entrega de medalhas ficou marcada pela chuva que despencou no estádio Lujnik. Presidentes da Fifa, da Rússia, da França e da Croácia ficaram encharcados como os jogadores. Na festa da taça, as lágrimas quase se esconderam com a chuva.

SEIS GOLS NA DECISÃO

Desde a Copa de 1958, que terminou 5 a 2 para o Brasil em cima da Suécia, que uma final de Copa não tinha tantos gols em 90 minutos. Embora em 1966 a Inglaterra tenha vencido a Alemanha pelo mesmo placar de 4 a 2, dois gols ingleses saíram na prorrogação. O resultado iguala as finais de 1930 (Uruguai 4 x 2 Argentina) e 1938 (Itália 4 x 2 Hungria).

CAMPEÃO COMO JOGADOR E TÉCNICO

Com este título, o francês Didier Deschamps se igualou a Mário Jorge Lobo Zagallo e Franz Beckenbauer como campeões tanto como atletas e como treinadores. O brasileiro foi campeão como jogador em 1958 e 1962, e como treinador emm 1970. O alemão carregou a taça em 1974, como jogador, e em 1990, como técnico.

PREMIAÇÃO DOS MELHORES

O meia Luka Modric foi escolhido pela Fifa como o melhor jogador da Copa do Mundo de 2018. O francês Kylian Mbappé levou o troféu de revelação, e o belga Thibaut Courtois foi escolhido o melhor goleiro.

GloboEsporte