Paulo Guedes visita hospital em que Bolsonaro está internado

Na manhã deste sábado, 8, o escolhido de Jair Bolsonaro para ocupar um superministério da Economia, o economista Paulo Guedes, foi ao Hospital Albert Einstein apoiar seu companheiro de chapa. O candidato à vice de Bolsonaro, general Hamilton Mourão, também deve fazer uma visita ao local.

Bolsonaro foi esfaqueado durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG), na última quinta-feira, 6. Segundo o último boletim médico divulgado, ele se mantém em “consciente e em boas condições clínicas” e não tem sinais de infecção, possibilidade que preocupava os médicos por ter havido vazamento de massa fecal na cavidade abdominal dele.

Durante sua visita neste sábado, Guedes ficou no saguão do hospital conversando com o filho do presidenciável, Flávio Bolsonaro, e os senadores Magno Malta (PR-ES) e José Medeiros. Ele não subiu ao quarto de Bolsonaro e foi embora depois de duas horas no local. O economista não quis dar declarações à imprensa e falou apenas que o candidato “está se recuperando”.

O Einstein informou que, por ordem médica, as visitas ao presidenciáveis ficarão restritas por enquanto a esposa e filhos. Na sexta-feira, 7, contudo, o presidenciável recebeu o senador Magno Malta e o pastor Silas Malafaia, que divulgou um vídeo ao lado do leito.

João Pedroso de Campos
Jornalista